sábado, 17 de janeiro de 2015

A ESTÁTUA DA LIBERDADE NA BR 101








Em 1986,  quando abriu suas (duas) portas na cidade de Brusque, em Santa Catarina, a Havan era uma modesta casa de comércio com 45 metros quadrados e apenas um funcionário. Oito anos depois já era uma loja de departamentos, se expandiu para outras cidades catarinenses e hoje tem filiais em oito estados brasileiros. 
No Rio Grande do Sul, por enquanto, só uma, em Canela. 
Boa parte do sucesso desta rede se deve à criatividade e ousadia de seu dono, Luciano Hang: não há como ignorar a enorme estátua. 
Mas por que instalar uma loja deste tamanho numa beira de estrada, longe de uma cidade grande? É só olhar as placas dos carros parados no estacionamento. São dos pequenos - e ricos - municípios do sul de Santa Catarina, num raio de 40 quilômetros, onde não há shopping centers.  Os outros carros são de viajantes que passavam, ficaram curiosos e decidiram parar para conferir - e comprar alguma coisa, claro.

É ou não é um lance genial de marketing? 










segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

AEROPORTO DE TORRES







A pista asfaltada de 1.500 metros permite a operação de aviões de porte médio. 
O terminal de passageiros é confortável, o estacionamento  amplo. O Aeroporto Regional de Torres tem todos os equipamentos necessários para pousos e decolagens e uma estação meteorológica.  Em julho de 2014 a prefeitura de Torres assumiu a responsabilidade pela manutenção, limpeza e segurança das instalações.  Está tudo "nos trinques". Só faltam... passageiros. 
Construído pelo governo do Estado e inaugurado pelo governador Antonio Britto em 20 de novembro de 1998, o aeroporto seria uma alternativa ao Salgado Filho, de Porto Alegre, no transporte de passageiros e de cargas, atendendo os municípios do Litoral norte do Rio Grande do Sul e do sul de Santa Catarina devido à sua excelente localização, na Estrada do Mar, a 12 quilômetros do centro de Torres. No entanto, nunca teve vôos regulares de empresas aéreas.





Este turboélice com capacidade para 50 passageiros não é de uma empresa de aviação. Pertence a  uma metalúrgica e ficou estacionado no pátio de manobras durante algumas semanas porque o aluguel custa bem bem menos que no aeroporto Salgado Filho, de Porto Alegre. 


Quem mais utiliza o aeroporto é a escola de aviação Realizar, de formação de pilotos para a aviação civil,  que funciona desde 2011 ao lado do terminal de passageiros




Pronto há dezesseis anos, o Aeroporto de Torres continua esperando passageiros que justifiquem a sua construção. 
Olhar para ele dá saudades dos tempos em que ainda se acreditava num futuro melhor para o Rio Grande do Sul.